Combata a artrite adicionando cor à sua Dieta Low Carb

Um corpo saudável é aquele em que tudo funciona bem, mas depende de um equilíbrio delicado entre substâncias conhecidas como antioxidantes e radicais livres. Quando os radicais livres levam a melhor, os resultados podem ser desastrosos. Os danos que causam, chamados de oxidação, estão fortemente ligados ao desenvolvimento de artrite, doença de Alzheimer e outras condições crônicas. Por outro lado, os antioxidantes são os mocinhos. Eles reagem quimicamente com os radicais livres e os tornam inofensivos.
Os cientistas que estudam a Dieta Low Carb tipicamente saudável do Mediterrâneo, rica em plantas de cores vivas, como pimentão vermelho, laranja e brócolis, estão cada vez mais cientes de que os carotenóides que causam o pigmento são, na verdade, os principais antioxidantes. Em outras palavras, esta é a principal ligação entre Dieta Low Carb e artrite, pois comer esses tipos de frutas e vegetais pode ser benéfico para a saúde.
Estudos recentes: a evidência
1) Um estudo de 2004 com homens e mulheres com idades entre 45-74, durante um período de quatro anos, indicou uma ligação entre o baixo consumo de frutas e vegetais e a incidência de poliartrite inflamatória. Em particular, o estudo descobriu que aqueles que ingeriam menos de 56 mg de vitamina C Dieta Low Carbary por dia tinham três vezes mais probabilidade de desenvolver a doença.
2) Uma revisão de 2004 de estudos publicados no Journal of Rheumatology descobriu que maior ingestão de frutas e vegetais foi associada a menor risco de desenvolver artrite reumatóide. Em dois dos estudos, um carotenóide, junto com a vitamina C, mostrou ser fortemente protetor.
3) Em um estudo publicado em 2005, pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade de Manchester concluíram que comer mais frutas e vegetais de cores vivas pode ajudar a reduzir o risco de desenvolver doenças inflamatórias como a artrite reumatóide, devido ao efeito antioxidante dos carotenóides.
Há uma conclusão simples a ser tirada aqui. Coma muita fruta e vegetais! A ingestão média atual de beta-caroteno na Europa é de apenas 2 mg por dia, mas os especialistas estimam que deveríamos ter como objetivo entre 8 a 10 mg por dia. Seguindo a recomendação de 5 por dia da Organização Mundial da Saúde, quase certamente obteríamos toda a vitamina C e carotenóides de que precisamos.
Frutas e vegetais ricos em carotenóides
Cenoura, pêssego, espinafre, melão, damasco: beta-caroteno
Cenouras e abóboras: alfa-caroteno
Tomate, melancia, toranja rosa: licopeno
Espinafre, ervilha, couve, brócolis, aipo, pimenta vermelha: luteína e zeaxantina
Laranjas, mamão, pêssegos, tangerinas: criptoxantina

If you have any sort of concerns regarding where and the best ways to utilize xilitol é low carb (www.dietalowcarb101.com), you can contact us at our own web-site.